1/2

08/05, sábado, 14h 

arquivo impresso 

com sarah uriarte e kim coimbra [des]
4h / 20 vagas
 
público-alvo: pessoas alfabetizadas, acima de 14 anos

arquivo impresso parte do “arquivo”, primeiro trabalho traduzido para o espaço impresso pela des. de caráter teórico-expositivo, a proposta é abordar aspectos da nossa prática artística, que estabelece relações entre fotografia e performance, e pensar seus desdobramentos em publicações impressas. ainda, traremos algumas discussões sobre circulação e diálogo de/sobre trabalhos que se constituem nesses eixos — performance, fotografia, espaço impresso — a partir da cena local em que nos vemos, em itajaí/sc. serão apresentadas publicações lançadas pela des, bem como trabalhos de outras artistas, nos contextos histórico e contemporâneo, que pensam espaço impresso e impulsionam nossa prática.

os assuntos abordados serão: fotografia e performance, espaço impresso, performances impressas, cena local, circulação e diálogo.

 

sarah uriarte e kim coimbra [des] vivem e trabalham na mesma casa, em itajaí/sc. sarah uriarte é artista visual e professora, mestra em artes visuais e graduada em fotografia. kim coimbra é artista visual, professor da rede pública de ensino e do acompanhamento de processos artísticos em artes visuais, graduado em artes visuais. pesquisam em colaboração diálogos entre seus trabalhos a partir do próprio relacionamento, trazendo relações entre fotografia e performance, espaço público e privado e desdobramentos em fotografias, vídeos, ações e publicações impressas. são responsáveis pela des, editora e espaço de pesquisa e produção em artes visuais, o projeto portuário e a publicação zona portuária, na cidade de itajaí/sc.

22/05, sábado, 14h 

práticas caseiras para publicações 

com gustavo reginato
4h / 20 vagas
 

público-alvo: pessoas alfabetizadas, acima de 14 anos

um panorama sobre práticas caseiras de produção de publicações. através dos exemplos da produção da editora caseira serão abordadas questões técnicas da produção artesanal, fabricação de ferramentas, impressão de livros, encadernações e projeto gráfico. as subversões das práticas caseiras de produção editorial. conhecimentos técnicos sobre impressão digital, possibilidades e limitações. os tipos de encadernação e as ferramentas artesanais para produção de livros. o papel, os impressos e suas possibilidades na construção de narrativas. introdução à publicação: “pequeno manual do empoderamento gráfico”. tutorial de encadernações: grampo, canoa, brochura, e seus acabamentos.

 

gustavo reginato é mestre em artes visuais, linha de pesquisa processos artísticos contemporâneos - ppgav/udesc, com a dissertação “viagens à ilha de santa catharina: devaneios em arte impressa”. licenciado em artes visuais pela universidade federal de pelotas (ufpel). investigador do universo gráfico e suas tecnologias, coletor de ideias e de imaginários. fundador, editor e impressor da editora caseira (www.editoracaseira.com), que fabrica e distribui publicações artesanais acreditando no poder dos livros como transformadores de micro políticas.

uma das definições possíveis do que é real é a prática. 

a prática pode surgir de um percurso teórico, de leituras (no sentido amplo) ou da infinidade de experiências que se acumulam no ato de fazer, de errar, de fazer várias vezes, de fazer de diferentes maneiras. 

para o mês de maio, nosso espaço virtual se abre para a prática flamboiã, um projeto de formação editorial que traz artistas de santa catarina para compartilhar seus processos, junto com a gente, em cinco oficinas.

na sequência também teremos uma publicação digital sobre diferentes práticas de produção de publicações de artista que partem das artes visuais.

RESULTADO DAS INSCRIÇÕES AQUI.

> as inscrições ficarão abertas do dia 24/04 (sábado), 14h, até o dia 26/04 (segunda-feira), 00h, através dos formulários disponibilizados nos links ao lado de cada oficina

> você pode se inscrever em uma oficina ou mais.

> as oficinas serão online, gratuitas e apresentadas em língua portuguesa brasileira.

> são 20 vagas disponíveis para cada oficina.
> a distribuição de vagas será feita a fim de garantir a abrangência de participantes de diferentes mesorregiões brasileiras e a representatividade de pessoas negras e indígenas. 

> a lista de participantes, assim como a lista de espera (se houver), serão comunicadas por e-mail e divulgadas nesta página no dia 27/04.

 

se tiver alguma dúvida, nos escreva: feiraflamboia@gmail.com
 


"projeto de formação editorial" é realizado através do prêmio elisabete anderle de estímulo à cultura 2020.

01/05, sábado, 14h 

edição como linguagem 

com gabi bresola
4h / 20 vagas

público-alvo: pessoas alfabetizadas, acima de 14 anos

identificar o material bruto e transformá-lo em um objeto para ser lido e visto é uma etapa da edição; pensar na melhor cor, no mais adequado papel, no tamanho ideal da fonte para que o leitor enxergue bem, num formato confortável para circular com o livro na rua e ler em algum banco da praça, para poder abrir o livro inteirinho em cima da mesa, ou, se o abrir inteirinho não é objetivo, se as margens não estão pequenas demais ou se são grandes o suficiente para os olhos respirarem na página; planejar em quais espaços a publicação circulará, para definir seu trajeto prévio, constituir nos espaços da página, na arquitetura do papel, da costura ou do grampo, um trabalho de arte; todas essas escolhas são ou podem ser edição.

esta oficina aborda o projeto e a prática de edição não apenas como um meio para construir formalmente uma publicação em seus aspectos gráficos, mas tratando de pensá-la como uma prática artística, como uma linguagem das artes visuais.


gabi bresola é artista e editora na editora editora, colaboradora da plataforma par(ent)esis e co-organizadora da flamboiã feira de publicações de artista e membra do conselho editorial da editora humana. cria e produz diversos projetos editoriais. realiza exposições, publicações e trabalha na produção de projetos culturais de artes visuais e cinema pela ombu produção.

15/05, sábado, 14h 

estudos em desenho 

com isadora stähelin

4h / 20 vagas

público-alvo: pessoas acima de 14 anos

 

um espaço de encontro, prática e discussão sobre o desenhar e o processo de produção e circulação de trabalhos em desenho. 

esta oficina propõe a realização de 20 exercícios, através de instruções e compartilhamento em grupo. para isso, serão apresentadas referências de trabalhos da artista ministrante e de artistas e editoras, que participaram da feira flamboiã. 

 

isadora stähelin é mestra em artes visuais, na linha de processos artísticos contemporâneos, pela udesc. instrutora de desenho em ateliê na escola livre de artes - florianópolis, em 2018 e 2019. participa e organiza exposições desde 2011. tem interesse por arte e entorno; pesquisa / propõe práticas de convivência e habitação e desdobramentos em texto, desenho, fotografia, vídeo e publicação impressa. 

29/05, sábado, 14h 

sobrescrever 

com marcos walickosky
4h / 20 vagas  

público-alvo: pessoas alfabetizadas, acima de 14 anos

escrita conceitual; escrita experimental; escrita não-criativa; escrita-através; escrita nas artes visuais: esta oficina aborda conceitos, processos e procedimentos de apropriação de texto em trabalhos no campo das artes visuais através da leitura de um recorte da produção brasileira contemporânea — com trabalhos de fabio morais, jaime lauriano, marina dubia, lívia aquino, juliano ventura, raquel stolf, veronica stigger, marilá dardot — e da realização de exercícios de escrita. 

 

marcos walickosky é mestre em artes visuais, na linha de processos artísticos contemporâneos, pelo programa de pós-graduação em artes visuais da universidade do estado de santa catarina, e bacharel em artes visuais pela mesma universidade. é co-organizador da flamboiã feira de publicações de artista e participa como artista visual, curador e produtor de exposições e feiras de arte desde 2010. 

cartela de logos.png